NOTÍCIA

14/01/2014

Suécia realiza nove transplantes de útero e testa técnica de fecundação

Em uma experiência pioneira, médicos da Suécia realizaram uma série de transplantes de útero com o objetivo de tornar possível a gravidez em mulheres com dificuldades para gerar um filho.

De acordo com a agência Associated Press, nove mulheres receberam órgãos doados por familiares ao longo de 2013. A maioria tinha cerca de 30 anos e apresentaram ao longo da vida problemas para engravidar porque nasceram sem útero ou tiveram que retirá-lo após desenvolver câncer.

Segundo Mats Brännström, presidente do departamento de obstetrícia e ginecologia da Universidade de Gotenburgo, que realiza o estudo científico, o procedimento aplicado é novo.

O especialista comentou que houve tentativas anteriores de transplantar um útero na Turquia e Arábia Saudita, mas em ambos os casos não foi possível gerar bebês.

As nove mulheres envolvidas na experiência passam bem e algumas delas já enviaram sinais de que o novo órgão está saudável e em funcionamento. Nenhuma delas apresentou problemas graves após a cirurgia e todas receberam alta médica poucos dias após o procedimento.

O útero transplantado não foi ligado às trompas, o que impossibilita a gravidez de forma natural. No entanto, todas têm seus próprios ovários. Antes da cirurgia, alguns óvulos foram removidos para que fossem fecundados artificialmente. Os embriões foram congelados e serão transferidos para os novos úteros em breve.

A técnica utilizada na Suécia levanta polêmica entre cientistas, pois há risco de o feto não ser alimentado de maneira suficiente para que se desenvolva completamente.

 

FONTE: http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2014/01/suecia-realiza-nove-transplantes-de-utero-e-testa-tecnica-de-fecundacao.html